terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

#2008

Senta, não precisa se acanhar,
é hoje a festa,
a festa dos santos,
o baile dos anjos;
é hoje a festa.

Pode se levantar,
vai,
junte- se a massa,
curta este antro,
- este antro onde sempre me perdi.

Não adianta gritar,
é só pra dançar:
a dança de plástico,
das conversas lúdicas,
da falsidade da sociedade.

Mas ainda digo:
é só uma festa,
e cedo ou tarde,
amanhã acaba.

Um comentário:

Ranzinza disse...

Pior que a festa acabar, a vida acaba!

Eles