domingo, 19 de julho de 2009

da mesma forma.

hoje eu chorei, chorei, chorei profundamente, daqueles choros que você prova o sabor da lágrima, de que perde as forças de enxugá-las. chorei porque sou fraco, chorei como uma criança que é abandonada no lixo, mas que ainda não entendeu o que realmente é ser abandonada. chorar é amar, amar é sentimento único. mas acho que eu tô precisando ouvir, ouvir sua voz, como a umas semanas. hoje eu não tô bem, não sei aonde eu errei, não sei como errei. e as lágrimas voltam.

3 comentários:

renata menezes disse...

sério, você tá dentro da minha mente ou o quê?

Ben Oliveira disse...

bem legal o texto.

Anderson Ribeiro disse...

Gerson inspirado, é o que há :)

Eles