sexta-feira, 10 de abril de 2009

.

Como eu queria que a mim faltasse sentimento. Queria poder não sentir o que sinto, e ter vontades que tenho. Queria ser seco. Secar por dentro e por fora.

4 comentários:

.Carmim. disse...

Não, não queria.

Queria sim, é que esse sentimento fosse valorizado, reconhecido como algo importante.
Ninguém deseja, lá no fundo de si, a morte do que sente.

Sentir demais às vezes parece um peso, mas é isso que nos possibilita viver de verdade. E esse viver não vem acompanhado apenas de coisas boas.

MARCOS LEITE(POETA D'ALMA) disse...

Oi,vim avisar que eu mudei meu endereço do blog POETA MARCOS LEITE
Espero que continue visitando, e que se você estiver-me likado,troque o endereço,viu?
Por favor!

O novo é http://marcosleitte.blogspot.com

Renato Moraes disse...

que infortúnio! rsrs

Fe disse...

Não, acho que você nem ninguém queria isso. Falamos isso da boca pra fora quando o que sentimos não é correspondido nem valorizado. Mas acho que isso passa. Tudo passa.

;D

Eles