quinta-feira, 9 de outubro de 2008

queria ver a noite cinza, o sol azul,
ver o amanhã vermelho,
meus dias da cor magenta,
queria tudo com outros tons,
outras cores, outras caras, outros olhos,
queria sair, e pintar as pessoas, não deixá- las
se influenciar pela cor, pelo tamanho. Queria,
ver todos se entrelaçando e formando uma terra colorida,
uma terra de cores, uma terra de faces,
uma terra onde todos são cores, e as cores são sentimentos,
que formam, transformam, e morrem.

2 comentários:

Bruna Bo disse...

Bo . says:
ah gerson, não ta colorido demais, ou até esta, mas isso deixou tudo melhor.

Murillo Leal Humorista disse...

Valeu pelo comentário Brother!!

Tú escreve sucintamente mas Objetivo e claro!

PArabens!

Eles