domingo, 4 de setembro de 2011

(...)

.. o calor de nossos corpos, juntos, como se fosse a primeira vez, o seu coração batendo em cima do meu, o meu coração se chocando com o seu, minha pele que nunca acreditou em outras peles ficou toda sem jeito, reconhecendo a sua, desejando sua pele desconhecida-familiar. Toda aquela orgia de corpos virgens, dois minotauros em cima de um tablado sem cor, pintando as quatro paredes como um céu de setembro.

Um comentário:

Miily ;* disse...

Ótima descrição. Gosto das tuas palavras, e da forma como tu escreves, logo percebo em você um adorador de palavras, e que possui o belíssimo dom de saber utiliza-las. É para poucos, meus parabéns.

Dá uma passadinha por lá se puder :*
http://blog-da-mily.blogspot.com/

Eles