sábado, 17 de julho de 2010

#lá de cima - 14/10/2009

Sonhar é inclassificável,
sonhar às duas e trinta da tarde é profundo.
Daqui vejo sonhos de Teresa, Pedro e Augusto;
Sinto Carlos, Mário e Adélia sonhando também;
Percebo Gerson, Gerson, Gerson.

Silenciar meus prazeres é um sonho,
sonho que não desejo a – realização

3 comentários:

Amanda disse...

sonhar é sempre o auge da alma.
não acho que poderia viver sem sonhar.

Ahh... Line. fuego. disse...

Um lindo e envolvente espaço...

Wagner Nogueira disse...

Muito lindo... utilizou as palavras ideais... Bacana mesmo.. =) Parabéns

Eles