quarta-feira, 9 de setembro de 2009

#da faculdade, 09:41

Eu sempre criei minha sociedade. Construi os melhores ambientes, as melhores pessoas, as melhores conversas, as maiores alegrias. Agora caio em mim mesmo. (Inevitavelmente). Tudo parou, se estacionou. Meu mundo perfeito caiu sobre terra e se perdeu nas crostas terrestres. Não sei como começou. Só sei que foi de curta duração, mais rápido que o corte do meu polegar.

Tranquei- me no quarto. Logo já estava nú, sem mesmo perceber como aconteceu. Não conseguia acreditar em tudo isso. Olhei- me no espelho mais de sete vezes, nove, acho. E porque desta vez o espelho não quebraste? Odiava- me fortemente. Maldita hora que fui relacionar- me com as pessoas reais. Las personas no tiene carácter. Já deveria saber que havia decepção. Decepção é uma palavra fraca demais para explicar- te.

Meu conforto agora é o silêncio doloroso. Silêncio desumano. Silêncio meu. A graça perdeu- se de tudo, em um, dois, três. E aonde eu fui parar?

Parei?

7 comentários:

Abacate disse...

Cara, se vale a dica, é legal dar uma revisada geral no texto antes de postar, caso vc não tenha o hábito. Mas não estou pegando no pé, nem nada. O seu texto está legal, isso sim! O blog é legal! E esse parece um texto q eu escreveria sobre mim. Abraço!

Abacate disse...

Valeu a visita! Então... Quis dizer que tem alguns errinhos aqui e ali no texto... Como a falta de acento em "Construí" e a concordância de "Las personas no tienen". Só um toque mesmo, porque gostei do texto. Entendeu? =] Agora... qto aos meus parágrafos, o blogger não apresenta parágrafos como tabulação, que seria legal. Para fazer parágrafo, tenho que colocar um espaçamento com o enter, e eu não acho que fica legal, acho feio. =/ Hehe... Valeu!

O mundo de cada um disse...

O texto é meio pessimista em relação as pessoas, não concordo que as pessoas não tem caráter e as " pessoas" não tem caráter, de resto bom texto, do qual tenho certeza muitos vão se identificar.

Gustavo Lacerda disse...

Querido, pessoas reais podem ser bacanas! Mas nem todas...

Felipe disse...

o silêncio é um vazio que isola. mas, ao lado de um cúmplice, é o que identifica.

Elaine disse...

Olá!
Este é um comentário-convite.
Meu blog está completando neste mês um ano " no ar". Para celebrar a juntar gente interessante estou promovendo uma blogagem coletiva.
Ficarei feliz se você puder participar. Será um modo de divulgar seu espaço e conhecer outros blogs interessantes e que têm algo a dizer.
Conto por você.
O link para a inscrição é este:
http://elainegaspareto.blogspot.com/2009/08/convite-convocacao-pedido-promocao-ou.html
Elaine

Arlequim disse...

Eu odeio as pessoas também, isso te conforta? rs
As vezes morremos sem querer, ou perceber, mas nada que algumas horas de sono não resolva - ou não

Eles